NOSSO BLOG

GT - Desenvolvimento Rural discute temas de debate.

Estamos numa região onde a principal economia é o agronegócio. Existe uma consciência social muito grande da necessidade da preservação ambiental e na produção de alimentos seguros. Apesar da região ser um celeiro  na produção e, reconhecidamente, a nível de Brasil, como referência de eficiência na agricultura familiar, cooperativismo e de indicadores técnico-econômicos, tudo isso puxado por  um agricultor empreendedor. Por outro lado ainda temos uma série de limitações como disponibilidade de água, baixa competitividade, problemas ambientais, saúde do produtor, problemas de infraestrutura, entre outros e que precisam ser sanados. Todas as profissões agregam valor na direção do desenvolvimento sustentável, mas nenhuma dela está mais inserida diretamente do que a do engenheiro agrônomo.

Eu acredito que estamos no mundo para uma missão: a de deixá-lo um pouquinho melhor daquele que recebemos quando nascemos. Pelo menos no mundo das nossas relações, por mais pequenas que sejam. É necessário associar forças, somar competências e estabelecer sinergia, pois somente a sinergia supera a lógica da matemática, ou seja, faz com que o resultado seja maior do que a soma das partes e, dessa forma, podemos atingir nossos objetivos muito mais facilmente. Mas só com sonho, a paixão e com a definição de metas claras que superaremos as dificuldades e, muitas vezes, o desânimo e negativismo. Precisamos dar sentido a tudo aquilo que fazemos sabendo que a vida é uma eterna aprendizagem.

Por isso a AEAGRO criou os Grupos Temáticos Temáticos (GTs). No GT Desenvolvimento Regional o objetivo é agregar conhecimentos teóricos e práticos, através da troca de conhecimentos entre colegas com alguma expertise teórica e/ou prática na área, com o intuito de sermos protagonistas de ações que promovam o desenvolvimento regional. Estamos cientes que somente com a competência técnica, conquistaremos a valorização profissional da categoria. Um GT é como um time de futebol, ou seja, é um grupo de pessoas que possuem objetivos comuns e que implementam ações conjuntas e coordenadas para alcançar estes objetivos. É necessário associar forças, somar competências e estabelecer sinergia, pois somente a sinergia supera a lógica da matemática, ou seja, faz com o resultado seja maior do que a soma das partes e, dessa forma, podemos atingir nossos objetivos.

A estratégia é de pequenos passos, porém com muita firmeza, em direção a uma comunidade ativa, participativa, proativa, competitiva, colaborativa e que inclua todos os cidadãos nas soluções encontradas. A receita é aprender a trabalhar em conjunto para restaurar a esperança, a solidariedade e construir comunidades mais fortes, mais participativas, mais éticas e mais harmoniosas.

Últimas Notícias

MISOSUL
1ª edição do evento sobre Milho e Sorgo no Sul do...
GT - Meio ambiente realiza Curso de QGIS
O curso aconteceu em maio e contou com sócios e...
CBA 2019 acontecerá em agosto no Rio de Janeiro
Essa é a XXXI Edição do Congresso Brasileiro de...